informação de Salvador e Bahia

Historia Colonial, Pelourinho

Pelourinho view

O Centro histórico de Salvador Bahia chama-se Pelourinho, em função de ser esse o nome dado as correntes que prendiam os escravos na época da escravidão. Era ali que os escravos eram castigados. Trabalhavam para os portugueses durante o dia na construção de igrejas, casas, fortes e outros. Os escravos não podiam frequentar as igrejas dos brancos e guardaram dinheiro para construção de sua própria igreja (Rosário dos Negros), trabalhavando durante a noite na construção da mesma, que levou em torno de 100 anos para ser finalizada.

Atualmente os turistas desfrutam de lindas igrejas, para visitação. A de São Francisco é a mais famosa, sendo que seu interior é revestido de ouro, a grande riqueza Barroca. A igreja Rosário dos Negros de Salvador Bahia e a única igreja dos negros do Brasil a (Rosário dos Negros) É nessa igreja que se pode ver as fotos da escrava Anastácia. No Pelourinho também está localizado o Museu Afro – Brasileiro. Na primeira sala a esquerda da primeira Universidade de Medicina da Amérca do Sul, a minha avó, Dra. Maria de Lurdes estudou. Também no Pelourinho está o Museu da Cidade, a Casa de Jorge Amado, um dos mais famosos escritores brasileiro. Existem bares, restaurantes, joalherias, casa de câmbio, lojas de souvenir, internet, bancos, escolas de capoeiras, percurssão, hotéis, pousadas, escolas de dança afro-brasileira. A noite, o Pelourinho dispõe a partir de terça-feira, um grande festival de percurssão nas ruas que se chama Benção do Olodum Há também três pequenas praças em que tocam diferentes grupos musicais

O Salvador e suas vizinhanças

Elevador LacerdaSalvador, no estado da Bahia é uma cidade populosa com cerca de 2,600,000 habitantes, situada nas verdes ladeiras tropicais e extensas praias ao longo da Bahia de Todos os Santos. Foi a primeira capital do Brasil sendo edificada em dois niveis: predios residenciais projetados nas ladeiras e ruas; e fortes , docas e armazens proximos das praias.

Separando a Cidade Baixa e a Cidade Alta, é um dos pontos históricos mais conhecidos da cidade de Salvador. Recebeu esse nome em homenagem ao engenheiro Lacerda que fez o primeiro projeto da obra.

O Mercado Modelo é uma feira dentro de um antigo casarão, que fica localizado em frente a parte baixa do elevador Lacerda. Maior feira de artesanato da América do Sul dirigida ao turismo, com grande variedade de souvenir.

Influencia Afro-Brazilian

traditional Bahian dressesDe 1500 a 1815, um numero significante de africanos, açucar, ouro e diamante, aportaram em Salvador, que possuía o porto mais movimentado do Brasil. Foi um período próspero para a cidade de magníficas casas e igrejas, praças e ate calçadas ladrilhadas com pedras portuguesas que se mantém preservadas como patrimônio histórico do Brasil.

Em Salvador, mais que em qualquer outro lugar do pais, a influência Africana está explicita nas cerimônias religiosas do camdonblé, que louva os deuses africanos; nos pratos picantes com nomes africanos tais como: Acarajé e moqueca e a capoeira, que une a beleza da dança e o vigor da auto defesa. Salvador também é o centro da cultura Afro – Brasileira tradicional e contemporânea sendo famosa também pelos seus grupos de carnaval – Blocos e Afoxes. Os grupos artísticos e religiosos de Salvador compõem a base de importante movimento cultural no Brasil, e contribuem para o a divulgação das raízes africanas à seus visitantes.

 

As Praias e ilhas

Pria ImbasseiDentro da cidade de Salvador tem uma orla maritima com extensão de trinta e seis kilômetros, que inicia na praia da Barra se estendendo até Stela Maris. As ilhas mais visitadas são: Morro de São Paulo, Boipeba e Itaparica. Morro de São Paulo é a preferida devido a beleza de suas águas cristalinas, as opções de festas, a tranquilidade e várias outras alternativas de lazer como: mergulho, passeios de barco, cavalo, surf e muito mais.